FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Eixo Trafaria-Belém

    Para o Tiago e para a Beatriz




Uma sombra radiosa
guia-te sobre as águas.

Abre-as.

De calça arregaçada,
caminhas dentro do rio.
E entre as paredes liquefeitas,
tens impressões marítimas:
ruínas de barcos,
fazendo bolhinhas pueris,
ânforas romanas,
decalcando o prazer
nos lábios dos caranguejos.

O que podes afinal ali fazer,
se os teus olhos tudo criam
e a tua pele outrora partilhada com as coisas
já nada sente ou lambe ?

Resta-te avançar
nesse jeito turístico
e condenado a ver apenas
por detrás dos carreiros envidraçados
que a maré abriu,
enquanto levava as corvinas,
neste mês encantadas,
por este mar ali tão
finalmente.



2 comentários :

Luis disse...

há por aqui luz, e gosto

Luís Palma Gomes disse...

Obrigado pelo retorno, Luís. É sempre muito reconfortante haver quem leia e sobretudo quem dê o seu parecer. Estou a selecionar poemas para uma antologia com 25 anos de poesia, com um interregno de dez dedicados ao estudo e à profissão, em que nada ou pouco escrevi. Abraço, LPG

_