FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

domingo, 30 de novembro de 2014

Como um inseto

à memória de Manoel de Barros

Serás excêntrico
à tua própria pele.

Como quem viaja
pela inércia aparente dos astros,
regressarás à Ítaca materna
despojado de todas as confusões da psique.

Diria que voltarás
como um inseto agora aliviado
do seu destino rasteiro.

Manoel de Barros - Poeta brasileiro (1916 - 2014)
 

Sem comentários :

_