FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sábado, 7 de março de 2009

O efeito borboleta, a juventude e as drogas

Uma célebre função matemática denominada por Efeito Borboleta transforma valores iniciais com pequenas diferenças em resultados finais muito distantes (ver Wiki). A representação gráfica no referencial cartesiano lembra as asas de uma borboleta e dai o seu nome de baptismo.


De forma reforçar esta ideia do efeito, existe uma expressão popular que explica o fenónemo, exemplificando que "o movimento do ar produzido por o bater de asas de uma borboleta no Japão, pode provocar um tufão na Amazónia".

Este modelo aplica-se, no meu entender, à juventude e aos seus estados de maturação consequentes. Pequenas diferenças comportamentais entre dois individuos neste segmento etário, poderão produzir, no futuro, diferenças substâncias de diversa ordem ( Social, económica ou física).

Por esta razão, jovens e educadores deverão prestar muita atenção a pormenores que podem ser determinantes. Um deles é o consumo de drogas ditas leves. Cuja leveza, é apenas uma aparência inicial. Quem na geração X (hoje entre os 30 e os 45 anos) não teve um ou mais amigos que morreram para não falar dos inúmeros futuros destruídos ?

O consumo de drogas pode parecer uma diferença esbatível no futuro de quem as consome, mas, na maioria dos casos, não o é.

Referências: Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Efeito_borboleta

Sem comentários :

_