FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Procuro abrigo

Procuro abrigo
debaixo de uma  ponte
que ligue o tronco ao ramo,
a borda à flor
ou essas zonas fugazes
apenas consentidas aos equinócios
e demais répteis levemente aquecidos.

Faltam-me dois dedos de fé para encontrá-lo,
eu sei.

(Falta sempre, não é?)

Talvez por isso
as nossas mãos fiquem hirtas
entre o prego e a cruz
enquanto o amor balança,
balança e sugere
mais dia, menos dia,
a martelada final.







Sem comentários :

_