FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

terça-feira, 23 de agosto de 2016

O destino

Estava dentro de água quando premeditou que se  homens e mulheres se desligassem de tudo o que os prende - compromissos, rotinas e tarefas - e partissem na senda daquele local para onde  a sua vontade mais intima  os impele,  chegariam algures. Não chegariam sós. Nesse hipotético local, outros tantos se reuniriam, por ter escutado o mesmo chamamento interior. Entre eles, os novos vizinhos, chamar-se-iam de irmãos e irmãs. O caminho para lá seria longo e no início solitário. Gradualmente, convergiria para a caminhada, mais e mais gente. Ninguém se tocaria ou falaria, sob pena de esmagar aquela voz que dentro de cada um deles os guiava. No limite, fechariam os olhos, deixando-se guiar por crianças.  À caminhada chamariam deserto e ao local de encontro, destino.


1 comentário :

Paris Toujours disse...

parece-me que tentamos essa viagem muitas vezes na vida, e a dado momento voltamos para trás.depois, um outro dia recomeçamos.
e no meio disto poucos fazem a viagem.
nesse momento em que voltamos para trás, mesmo que por forma inconsciente, julgo que isso se deve à fuga de nossa voz interior. que levamos muito tempo a conseguir ouvi-la e aceita-la.

quem me dera chegar a bom porto.

_