FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

terça-feira, 25 de agosto de 2015

25 de agosto

o sol prescreve já a sombra castanha das betúnias,
uma chuva miudinha esconde a infame notícia do prazer
algumas aves delatam aos mudos a longa viagem
e tu fechas os ombros sobre a tua carne
hibernando um sorriso vagaroso  pela corrente caligráfica
da ribeira de Arade


não sei como consegues ler a  beleza sem angústia, ó poeta

2 comentários :

tintanobolso disse...

gosto quando na tua caligrafia se pressente um sorriso vagaroso

Luís Palma Gomes disse...

Obrigado, Tinta no bolso!

_