FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Aves de Lisboa (II) - Goraz ou Garça Noturna

Ontem, enquanto fazia o meu passeio noturno e digestivo pelas ruas da Amadora, enveredei pelo Parque Aventura, que envolve a recuperada Ribeira da Falagueira. Qual é o meu espanto, quando percebi que uma pequena garça cinzenta , rara em Portugal (150 a 200 casais), denominada Goraz (Nycticorax nycticorax) se alimentava a juzante da ribeira, já perto da Rotunda com o monumento aos bombeiros. Quando cheguei a casa, verifiquei o guia e era mesmo um Goraz. É uma ave migratória (Estival) com gostos noturnos. É mais comum no Paul de Boquilobo(Ribatejo) e há também alguns espécimes no Jardim Zoológico.




Imagens retiradas do site: http://avesdelisboa.blogspot.pt/2010/02/goraz-ou-garca-noturna-no-jardim.html


Parque Aventura - Ribeira da Falagueira

4 comentários :

Tiago Freitas disse...

As aves voltariam ao nosso convívio se as nossas cidades tivessem mais espaços verdes. por enquanto ainda reina o betão!

Duarte Belo disse...

À parte das autarquias viverem da destruição generalizada do seu próprio território - no nosso sistema económico abundam as políticas suicidárias - a Natureza está permanentemente à espreita, em qualquer pedaço de espaço-tempo de "descuido" humano, há uma ave que aparece, ou uma árvore que se arrisca num início de vida.

Duarte Belo disse...

À parte das autarquias viverem da destruição generalizada do seu próprio território - no nosso sistema económico abundam as políticas suicidárias - a Natureza está permanentemente à espreita, em qualquer pedaço de espaço-tempo de "descuido" humano, há uma ave que aparece, ou uma árvore que se arrisca num início de vida.

Luís Gomes disse...

Exatamente, Duarte. Toda esta fronteira urbanismo/natureza tem uma dinâmica muito interessante ainda que muito extensa no tempo.

_