FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Isto não é um filme, boy (and girl).



Diz a canção do Boss AC: "Vai para casa casa / abre a pestana ana/ isto não é um filme, boy".

Ontem, ouvi  a notícia que a cidade de New York tem três vezes mais habitantes que a cidade de Lisboa e uma dimensão três vezes inferior. O estudo ainda sugeria que esta dispersão geográfica da área metropolitana de Lisboa é responsável por um conjunto de fatores negativos para a qualidade do dia-a-dia dos lisboetas.

Eu diria que o hábito da classe média lisboeta em comprar casa dos arrebaldes foi em parte uma projeção do que vemos nos filmes americanos, onde é frequente a história decorrer entre vivendas com imensos jardins sem muros em redor.

 Esta notícia fez-me logo lembrar o Rap do Boss AC e ainda aquela ilusão do início das novelas brasileiras em Portugal, que nos levava a pensar que todos os brasileiros tomavam o luxuoso pequeno- almoço em família servido por uma criada chamada Rosimar.

"Vai para casa casa / abre a pestana ana/ isto não é um filme, boy"...
 Isto é uma cidade para as pessoas circularem sem stress, com prazer e fazendo o mínimo poluição. Isto, sim, é  vida - o resto é filme, boy!



Sem comentários :

_