FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Qualidade versus Quantidade

A teoria dos contrários diz-nos que sem a noção de escuridão, a luz não tem significado. E sem o Mal, não há o Bem - teoria tantas vezes usada em interrogatórios policiais (Polícia Mau /Polícia Bom). Na época de escassez que se advinha, é importante reflectir sobre o tema ou dilema: Qualidade/Quantidade.

A Era da Revolução Industrial criou o objectivo da quantidade e da massificação. A nova Era é da QUALIDADE ( e já começou "à bué"). Qualidade de vida, de processos, de gestão, entre muitas outras formas. Contudo, como a história nos ensina, a fronteira entre duas Idades não é uma linha mas sim um espaço. Uma área temporal (e às vezes geográfica) onde gradualmente uma forma de viver desaparece, enquanto outra surge na proporção inversa.

Hoje, temos um bom carro (com muitos cavalos), mas não temos tempo, nem dinheiro para ir a nenhum sítio especial. Amanhã, teremos apenas uma bicicleta, mas, pelo menos, meio-dia para dar "umas voltinhas" pela floresta onde chilreiam os pássaros e as crianças sorriem. Parece fácil e é. Mas as nossas cabecinhas industriais não deixam a qualidade surgir com a brevidade necessária para que  possamos usá-la em tempo útil de vida.

Sem comentários :

_