FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sábado, 13 de novembro de 2010

Elogio da leveza informática













Perseu (simbolo da leveza), decapita a Górgona(simbolo do peso), cujo olhar petrifica




Num mundo, onde a economia marca agenda de governos e cidadãos, as tecnologias de informação não foge à regra. Porém, existem outras perspectivas mais clássicas e não por isso menos interessantes. Falo-vos de Italo Calvino, que escreveu no primeiro ensaio, "A leveza", em "Seis propostas para o próximo milénio" da editora Teorema. Passo a citar:  " Hoje em dia todos ramos da ciência parecem querer demonstrar-nos que o mundo assenta em entidades delicadíssimas: tal como as mensagens de ADN, os impulsos dos neurónios, os quarks, os neutrinos vagueando pelo espaço desde o princípio dos tempos...



É também a informática. É verdade que o software não poderia exercer os poderes da sua leveza senão pelo meio do peso do hardware; mas é o software que comanda, que actua sou sobre o mundo exterior e as máquinas, que só existem em função do software, evoluindo de modo a elaborar programas cada vez mais complexos. A segunda revolução industrial não se apresenta como a primeira com imagens esmagadoras como prensas de laminadoras ou torrentes de aço, mas sim como os bits de um fluxo de informação que corre por circuitos sob a forma de impulsos electrónicos. Continuam a existir máquinas de ferro, mas obedecem aos bits sem peso."

Sem comentários :

_