FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Fogo

Querido fogo,
vem aquecer as memórias dos primeiros natais.

Arder a lenha da história que nos atravanca o caminho.

Acender-me o coração,
antes que se apague a lembrança da primeira paixão.

2 comentários :

CÉU disse...

"Amor é fogo que arde sem se ver", já Camões escreveu.

Que o fogo lhe obedeça e cumpra uma das suas funções.

Apetecia-me ter sido eu a escrever este poema, mas não tenho esta espécie de talento.

Luís Palma Gomes disse...

Obrigado, Céu, pelas suas palavras que muito me lisonjeiam. Eu também gostava de escrever como a Céu e não sou capaz. Felizmente, temos esta diversidade.

_