FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

Livro das Ilusões


========================================================================

«Acho que os teus poemas estão mais “simples”, ou menos “adornados”. Não sei explicar…Fez-me lembrar a poesia do filme Paterson, de Jim Jarmusch.»
     
#Marina Palácio - Ilustradora
______________________________________________________________________________

«Gosto da sua poesia: simples, direta, realista e terna.» 

«Estive a ler alguns textos do seu blogue e como eu gosto de o ler! É tão natural ao escrever que parece que estamos falando um com o outro na mesa do café, assim de forma despretensiosa.»

# Céu - Blogger 
___________________________________________________________________________

«Belo...sempre surpreendente. O ritmo, a respiração, o tempo.»

 #Seguidora desconhecida
_____________________________________________________________

«Continuo a achar notável a maneira como consegues injectar nos teus poemas uma tensão que começa por ser quase imperceptível mas que acaba por dar lugar a deflagrações ou explosões líricas, pequenas, discretas e localizadas mas muito poderosas»
    
#Alexandre Andrade - Físico e escritor
_____________________________________________________________


«Este "Salmo a uma rocha atlântica" coloca-nos perante interrogações que parecem atravessar, sem resposta, sucessivas gerações de seres humanos, eventualmente desde o período em que um primeiro olhar consciente terá repousado o seu caminhar sobre esta finisterra.»

#Duarte Belo - Fotógrafo 
_____________________________________________________________________________

«Escreveste um lindo poema de amor, uma declaração aparentemente simples - "aparentemente", porque o texto mostra bem a técnica laboriosa dos versos e revela o poeta experiente no manuseio das palavras. Tal como nas palavras Álvaro de Campos, vemos a "técnica" e a sã "loucura", neste caso, do amor ("centro industrioso do peito")»

#Lina Mendonça - Professora 
___________________________________________________________________________

«A poesia ( de LPG) tem um encanto especial... Encontrei um homem de palavras certeiras, com olhos atentos e inquietos, e que procura saber a sua medida, adivinhando que nada se pode medir.»

#Telma Silvestre - Professora
___________________________________________________________________________

«Gosto muito do paradoxo físico como imagem da liberdade. A fixação e o bater das asas. Como se a liberdade fosse uma ânsia, o que é uma contradição.» (A propósito do poema "Há um ar de neve")

#António Castro Caeiro - Professor e Escritor

_________________________________________________________________________

Sem comentários :

_