FAZ-TE MEMBRO DESTE BLOG E RECEBE NOTIFICAÇÕES DOS NOVOS POSTS

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Um encontro






Por mais que lhe tentemos fugir, o destino se encarrega de marcar um novo encontro com Ele. De nada vale negá-lo definitivamente, ainda que momentaneamente, e sem má fé, achemos conveniente fazê-lo – como o apóstolo Pedro o fez.

Enfrentemos a sua verdade, onde quer que ela esteja: No sagrado, no mistério ou na ciência. Sendo esta última hipótese, aquela em que acredito que Ele guardou os seus eternos desígnios.

Todos os caminhos para Deus são apenas começos, partidas para uma viagem que só cada um de nós conhece intimamente a direcção e o sentido.

Senhor, sei que estás no amor do filho, no companheirismo da mulher ou nos instintivos olhos dos animais. Afinal, tu não escondes o teu rosto!

Encontramos-te com maior facilidade nos momentos difíceis e por isso te chamamos Pai. Queria encontrar-te também nos momentos felizes. Juntar a palavra Deus e Alegria, devia ser a nossa obrigação para ti, Senhor. A alegria nos momentos difíceis é a maior celebração da fé. A felicidade é ténue e jamais encontrei com clarividência a sua presença na realidade. A alegria, sim. Está contigo por todo o lado: nos cumprimentos matinais, no salutar humor, no trabalho e na vitória.

Tenho a certeza que quando acreditarmos na alegria de Deus entraremos de mãos dadas, cantando, pela morte adentro.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Akira Kurosawa e Woddy Allen na RTP2

Este sábado a RTP2 brinda-nos com dois filmes de especial relevo: "Os Sete Samurais" de Kurosawa e "Balas sobre a Broadway" de Woody Allen.





"Sete Samurais" é um dos filmes da minha vida. Logo, é difícil para mim explicar num post aquilo que penso sobre estes filme. Genericamente, este filme rodado em 1954 pelo Mestre Kurosawa, pode ser visto numa perspectiva lúdica como um filme de aventura ( ao jeito dos western de John Ford) de grande dimensão e sobretudo um clássico. Este filme, em termos técnicos, foi bastante inovador à data da sua realização, utilizando a técnica "Wipe" para efectuar as mudanças de cenas - técnica mais tarde utilizada por George Lucas e na "Guerra das Estrelas". E há mesmo quem diga que iniciou um sub-género de aventura. No mínimo, existem já remakes e outros derivados desta obra.

A minha perspectiva da obra, ultrapassa o filme de aventura-acção. Classifico como um diálogo entre duas éticas: A dos camponeses e a dos samurais. A primeira, medrosa e sedentária. A segunda, temerosa e nómada. A partir destes adjectivos muitos outros se acrescentam na análise psicológica aos personagens do filme. Quanto a esta variedade, havia muito mais para falar (mas o melhor é mesmo ver) já que são Sete Samurais e todos eles de personalidade bastante própria.

Ver resumo aqui.







"Balas sobre a Broadway" é uma irresistível e sarcástica paródia sobre o mundo do teatro - os seus tiques e absurdos. Para rir e pensar ao mesmo tempo, bem ao jeito da comédia judaíca.

Ver resumo aqui

Horário

Sábado, 13 de Setembro

22.45 - Balas sobre a Broadway
00.25 - Os Sete Samurais (3horas e 30 minutos)

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

A de Átomo



Há tanto tempo

sem tempo

para o tempo,

posso apenas dar-vos a celebrar

o brilho estatutário da letra A


Luís Palma Gomes
_